terça-feira, maio 24, 2011

10ª semana

Como você está:
A idéia mais concreta de uma gravidez é a barriga crescendo e o bebê se mexendo dentro dela. Isso já acontece no primeiro trimestre, mas você não percebe. Se não contar que está grávida, será, aos olhos dos outros, uma mulher como qualquer outra. Por isso as emoções nessa fase são marcadas pela ambigüidade - você está grávida, mas não se vê grávida, nem se sente como tal. Os sentimentos são confusos e isso é normal. No plano psicológico, você está começando a assimilar sua gestação e a formar sentimentos e idéias a respeito dela. Tenha calma. Em poucas semanas, você poderá vestir roupas de grávida e respirar aliviada, porque ninguém mais vai achar apenas que você engordou demais. Todos - inclusive você - terão a certeza de que você espera um bebê! Nessa fase, seu útero já dobrou de tamanho e seus seios também estão aumentados. Compre novos sutiãs, dando preferência para modelos de algodão com alças de sustentação que suportem bem o peso dos seios. Nesta fase, é possível que você esteja tendo sangramentos na gengiva, novas cáries e outros problemas dentários. Isso é comum na gravidez e, portanto, é bom você consultar o dentista. Uma alimentação rica em cálcio ajuda a evitar tais problemas.



O que está acontecendo com o bebê: 
Os órgãos vitais já estão formados e, em sua maioria, começando a funcionar. Os olhos, que estavam na lateral da cabeça, deslocam-se para frente. Os dedos já são visíveis, mas ainda estão unidos por uma membrana. O coração está com quatro compartimentos e as artérias assumem sua forma final. O coração do feto bate de 120 a 160 vezes por minuto, quase o dobro da freqüência de uma pessoa adulta. A cabeça é quase metade do feto. 


Exames delicados
Mulheres com mais de 35 anos, com histórico de abortos e filhos com malformações, com problemas genéticos em família ou suspeita de malformações no bebê, podem se submeter a exames específicos para o rastreamento de anomalias no feto. Amniocentese, biópsia do vilo coriônico e cordocentese são alguns desses exames. Por meio deles, é possível analisar, respectivamente, o líquido amniótico, a placenta e o sangue do cordão umbilical. Os exames consistem na retirada de amostras de tais substâncias e, por serem invasivos, apresentam riscos para o feto. A escolha por realizar qualquer um deles, portanto, deve ser criteriosa, bem justificada e decidida em consenso pelo médico e pela paciente.


Fonte: Crescer

Um comentário:

  1. Parabéns pela gravidez! Cada fase é maravilhosa!!!
    Estou com 20 semanas *.*
    Beijosss

    ResponderExcluir

Amo quando você comenta aqui no meu cantinho!!!